Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Enxergando a empresa real

Sim, eu sei que a mera afirmação de que empresas buscam compor seus quadros diretivos com profissionais lúcidos - ou que para tornar-se executivo é necessário conquistar a lucidez e mantê-la - deixa as coisas muito soltas no ar, impalpáveis. E ainda sou capaz de me lembrar que executivos sentem-se mais confortáveis com o lado pragmático da vida do que com tiradas filosóficas. É verdade que se poderia confundir a lucidez - o meu foco - com o chamado “bom-senso”, que todos afirmam possuir, inclusive – e principalmente – os tolos. Aliás, isso também acontece com a lucidez: aqueles que verdadeiramente a possuem talvez alimentem alguma dúvida sobre essa capacidade, o que os manterá eternamente no caminho, buscando-a e, com esse comportamento, ativando um círculo virtuoso que os fará crescer como profissionais e como pessoas. Uma pessoa lúcida saberá que a lucidez absoluta não existe. Já os que desenvolveram a cegueira e a surdez profissionais, terão maior tendência a se considerarem plenam…

Últimas postagens

Descobrindo o segredo do sucesso